Paróquia de São Vicente de Paulo

Décimo quarto Domingo do Tempo comum - 2017

 

Refletindo sobre o evangelho de hoje (Mateus 11,25-30), encontramos duas partes distintas: a) ação de graças de Jesus ao Pai. b) convite – chamado de Cristo à libertação.

 

A ação da graça de Jesus ao Pai é uma oração de ação de graças pela sua manifestação aos humildes. É momento de grande intensidade em todo o Evangelho (cf Mt. 11,25-26). Jesus não se fez entender pelos sábios e letrados, como Ele mesmo reconhece: “Sim, Pai, porque isso foi do teu agrado“. O anúncio de Cristo sobre o Reino, sobre o amor do Pai e seu plano de salvação do homem, sobre a paternidade de Deus e a fraternidade humana, tudo isto nós não compreendemos por nossa sabedoria humana, mas por revelação de Deus que concede à gente simples e a nega aos sábios auto-suficientes. 

 

O convite é chamado à libertação e ao descanso: “Venham a mim todos vocês que estão cansados de carregar peso e se sentem oprimidos sob ele, e eu lhes darei descanso. Recebam sobre os ombros o meu jugo e aprendam comigo, porque sou manso e humilde de coração. Porque o meu jugo é suave e o meu peso é leve“ (Mt 11,28-30). Quem são os cansados e aflitos que Jesus chama para junto de si? O que significa a imagem do jugo, duas vezes repetida? Parece mais certo responder que esta mensagem de libertação e descanso é a alternativa de Jesus ao jugo insuportável do formalismo estreito com que os escribas e fariseus explicavam e aplicavam a Lei à base do legalismo atomizado, casuística de mosaico e quebra-cabeças.

         Mas é preciso também ampliar o alcance de todo o convite. Cansados e aflitos são todos aqueles que sofrem na vida por uma razão ou outra; são os pobres de Deus aos quais Jesus dirige sua alegre notícia, e entre os quais Ele sente “como um deles”, embora modelo para quem quer aprender, porque é manso e humilde de coração. O jugo de Cristo é suave e seu peso leve, em contraposição aos pesados e insuportáveis fardos que os escribas e fariseus impunham sobre os ombros do ovo, sem que eles movessem um dedo sequer para ajudá-lo. Apesar da radicalidade do segmento de Cristo, seu julgo é libertação do legalismo escravizante.

A mensagem do evangelho de hoje poderá ser esta: Deus revela-se ao simples. Esta revelação é de grande importância para toda nossa vida cristã. Devemos acolher Jesus com alegria, ardor missionário e simplicidade, a fim de vivermos unidos a Ele, tendo – o como modelo, mestre, Senhor e salvador de nossas vidas.

 

Pe. Raimundo Neto
Pároco de São Vicente

 

Mensagem

...Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.

Este é o primeiro e grande mandamento.

E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo...

Eventos